Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Saúde: António Arnaut defende que saúde deve continuar pública e gratuita

with one comment

O antigo ministro da Saúde, mentor e criador do Serviço Nacional de Saúde admite a celebração de acordos com as unidades privadas, mas apenas em situações pontuais. E lembra que existem muitos e vários interesses económicos na saúde.

O criador do Serviço Nacional de Saúde teme que uma acção de direita no sentido da reestruturação do SNS leve à sua destruição e coloca nos ombros do PS uma missão de defesa face às teses de privatização. No dia em que celebram três décadas do serviço que contempla cuidados de saúde ara todos, António Arnaut vai intervir no último de um ciclo de debates promovidos pela Ordem dos Médicos acerca deste tema.

No livro recentemente lançado, o histórico socialista António Arnaut aponta ao PS o “dever histórico” de defender o SNS contra qualquer ideia de privatização.

Alertando que não passa de uma mudança “por cálculo ou pudor em face da falência clamorosa do capitalismo ultraliberal, o criador do SNS considera que ultimamente “os grupos económico-financeiros ligados aos negócio da saúde, que já dominam cerca de 25 por cento do ‘mercado’, apenas morigeraram os seus ataques”.

“O objectivo desses grupos e dos seus serventuários, alguns dos quais foram ministros, é a privatização, pelo menos parcial ou indirecta, do SNS”, refere na obra que lançou, uma colectânea de textos de fundo e intervenções públicas suas desde 1978.

rtp.pt | 2009-09-15 11:06

.

comment_48

Curioso lembrar apenas, que o sistema de saúde americanos era ainda à pouco tempo , uma miragem, um paraíso,  um oásis a que o nosso poder politico e decisor, almejava.

A virtude estava no privado, o “estado previdência” que muitos se preparavam para definitivamente sepultar, enterrar e esquecer, subitamente ressuscitou, todos clamam por ajuda, e todos sem excepção (hoje) reclamam mais responsabilidade do estado.

De notar  e realçar que até o mais capitalista dos países capitalistas (e não tenho nada contra os EUA), hoje proclama a plenos pulmões que a saúde é um bem essencial e uma responsabilidade que o estado não pode descartar. Grandes esforços estão a ser feitos na terra do Tio Sam, esforços e muitos biliões…

É que a saúde não é, nem nunca poderá ser um negocio do ponto de vista da rentabilidade. Tem e terá que ser bem gerido como qualquer outro negocio, mas o “fim” o “objectivo” o seu alvo não poderá ser nunca o lucro.

No dia em que se olhar para a saúde como um mero negocio comercial, acontecera possivelmente o que acontece nos EUA, onde morrem milhares de pessoas por ano, sem qualquer assistência médica.

Veja artigo sobre esta assunto no site News Crohn

.

Vodpod videos no longer available.

more about “Saúde: António Arnaut defende que saú…“, posted with vodpod
Partilhe como favorito

Written by CarlAn

15/09/2009 às 15:35

Publicado em Saúde

Tagged with , ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] O diário diz ainda que o Ministério da Saúde pretende encaixar 70 milhões de euros com esta medida, que compreende os portugueses que, tendo condições para pagar taxas moderadoras, não o fizeram depois de ser atendidos no Serviço Nacional de Saúde.DN Relacionados:Saúde: António Arnaut defende que saúde deve continuar pública e gratuita […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: