Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Morreu feto de grávida recém-vacinada na CUF, segundo caso em dois dias

leave a comment »

Uma grávida de 34 semanas que foi vacinada contra a gripe A na sexta-feira (dia 13), deu entrada no hospital CUF Descobertas na noite de ontem, segunda-feira (16 Nov.), apresentando já morte fetal.

Morreu feto de grávida recém-vacinada na CUF, segundo caso em dois dias

Ocorrência no Hospital CUF Descobertas, em Lisboa

Morreu mais um feto de 34 semanas numa grávida recém-vacinada, este é o segundo caso semelhante em dois dias.

Noticia do Público no seu site – «Há a indicação de que a mulher grávida não tem problemas crónicos de saúde, que é saudável, e o parto ainda não ocorreu, confirmou ao PÚBLICO o gabinete de comunicação do grupo José de Mello Saúde, proprietário do hospital.»

Quando deu entrada naquela unidade, localizada no Parque das Nações, em Lisboa, o feto já se encontrava sem vida e pelas 19h ainda estava no processo de parto, afirmou ainda o gabinete de comunicação que não quis adiantar a idade da grávida ou se esta era a sua primeira gravidez. “Não há mais informações disponíveis”, informou o gabinete do hospital ao Público.



  • Segundo caso em dois dias

Este é o segundo caso em apenas dois dias e com contornos muito idênticos. No passado domingo, dia 15, deu entrada no Hospital de Portalegre uma grávida também de 34 semanas que fora igualmente vacinada contra o vírus da gripe A três dias antes. A mulher recebera a vacina na quarta-feira no Centro de Saúde de Portalegre e poucas horas depois deixou de sentir os movimentos normais da criança.

Sobre este caso de Portalegre, Luís Graça, do Serviço de Ginecologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, afirmava ontem que a associação entre a toma da vacina e a morte fetal é “meramente circunstancial”, e disse “A vacina não protege da morte súbita como não protege de uma apendicite”. Luís Graça frisava ainda que existem cerca de 300 mortes súbitas de fetos por ano (263 casos o ano passado, 344 em 2006), o que indica quase um caso por dia ao longo do ano.

Sobre a morte fetal que aconteceu em Portalegre a 14 Novembro o director-geral de Saúde, Francisco George, sustentou que “o mais provável é que se tenha tratado de uma morte súbita no útero”, e a autopsia realizada ontem (segunda-feira) no hospital Egas Moniz foi inconclusiva, os resultados da autópsia foram conhecidos segunda-feira, ao final da tarde, e divulgados cerca das 22:00, pela directora clínica do hospital de Portalegre, Paula Pinheiro.

Segundo relata a Radio Portalegre no seu site, «a directora clínica do Hospital de Portalegre adiantou ainda que vão ser efectuados novos exames no Instituto Ricardo Jorge, no sentido de apurar a causa da anóxia aguda que terá provocado a morte do feto».

Ver vídeo…Morreu feto de grávida recém-vacinada na CUF, segundo caso em dois dias

Ir para Website Crohn's News

Written by CarlAn

17/11/2009 às 22:18

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: