Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Ministério da Saúde compromete-se a encontrar solução para doentes do Hospital de Braga

leave a comment »

image

Ministério da Saúde compromete-se a encontrar solução para doentes do Hospital de Braga

O garantiu hoje que será encontrada uma solução para os novos doentes do Hospital de Braga para as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia, que o hospital, segundo anunciou ontem, vai deixar de receber.

Através de uma nota interna, divulgada ontem, a instituição de saúde comunicou aos seus profissionais que a partir do dia 18 de Janeiro vai deixar de receber novos doentes para aquelas especialidades médicas, alegando que “não fazem parte do perfil assistencial” da instituição

Hoje (9 Jan), confrontado pela agência Lusa com esta questão, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde revelou que o Ministério da Saúde está já a trabalhar, juntamente com o Hospital de Braga, na procura de uma solução que assegure a assistência aos doentes que necessitem de uma primeira consulta naquelas especialidades.

• Hospital de Braga recusa novos doentes para especialidades que “não fazem parte do perfil” da instituição

Em causa estão as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia, anunciou ontem a direcção do hospital em nota interna.

O Hospital de Braga, com gestão privada desde Setembro, vai deixar de receber novos doentes para as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia e imunoalergologia, alegando que estas “não fazem parte do perfil assistencial” da instituição, segundo fonte hospitalar.

As centenas de doentes que são seguidos nesta instituição – só na consulta VIH são cerca de 600 – “continuarão a sê-lo, assegurando o hospital o serviço, tal como era assegurado até aqui”, garantiu o conselho de administração.

Os novos doentes deverão ser “encaminhados pelos centros de saúde para as unidades de saúde que constam das redes de referenciação existentes”, prossegue a administração hospitalar.

A justificação para o fim destas especialidades para novos doentes é que, “segundo a definição feita pelo Ministério da Saúde (Administração Regional de Saúde) do Norte, as especialidades de infecciologia, nefrologia, reumatologia, imunoalergologia não fazem parte do perfil assistencial do Hospital de Braga”.

Fonte hospitalar revelou que esta medida foi comunicada aos profissionais de saúde através de uma nota interna, sem que quem trabalha nos serviços que deixam de receber novos doentes a partir do dia 18 tenha sido ouvido.

A medida está a causar alguma inquietação nos profissionais deste hospital que é gerido pelo grupo Escala Braga desde Setembro de 2009, no âmbito do contrato da Parceria Público-Privada (PPP) para a construção do novo hospital, adiantou a mesma fonte.

O agrupamento “Escala Braga” – vencedor do concurso para a construção e posterior gestão por 10 anos, em regime de PPP, do novo hospital – integra as firmas José Mello Saúde, Estabelecimentos de Saúde e Assistência (ISU), a Sociedade Gestora do Hospital das Descobertas (SGHD) , a Somague Itinere – Concessões de Infra-estruturas e a Somague Engenharia, Edifer – Construções Pires Coelho & Fernandes e Edifer – Investimentos, SGPS.

09-01-2010 | Lusa / http://publico.pt/141698


image
“Seguramente vamos encontrar uma solução”, garantiu Manuel Pizarro, em declarações à Lusa, à margem da tomada de posse dos órgãos sociais da Ordem dos Médicos Dentistas.

Manuel Pizarro admitiu a existência de “um conjunto de dificuldades” relacionado com os termos do concurso da parceria para o Hospital de Braga, com gestão privada desde Setembro de 2009, mas frisou que esses termos foram definidos antes de 2005.

“Manifestamente não pode ser assacada nenhuma responsabilidade [a este Governo] pela definição desse perfil assistencial”
, apontou o governante.

No entanto, e apesar das dificuldades com os termos do contrato, Manuel Pizarro prometeu que será encontrada uma solução.

“Independentemente das dificuldades que o Hospital de Braga possa estar a enfrentar nós estamos num esforço de cooperação com o hospital para encontrar uma resposta que seja adequada a todos”
, disse o secretário de Estado, não garantindo, no entanto, que essa solução chegue antes do dia 18 de Janeiro.

“Temos a expectativa de que essa solução está ao nosso alcance, mesmo que demore mais alguns dias não será isso que impedirá que as pessoas continuem a ser assistidas sempre necessitem do Serviço Nacional de Saúde, também em Braga”, acrescentou.

09-01-2010 | http://publico.pt/1416999

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: