Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Conselho da Europa, Wolfgang Wodarg diz que pandemia da gripe foi ficção lucrativa

with one comment

Conselho da Europa, Wolfgang Wodarg diz que pandemia da gripe foi ficção lucrativa Image

Com o objectivo de promover drogas patenteadas e as vacinas contra a gripe, as companhias farmacêuticas influenciaram cientistas e agências oficiais responsáveis pelos padrões públicos de saúde para alarmar governos em todo o mundo e fazer com que eles desperdiçassem recursos com estratégias ineficientes e expusessem desnecessariamente milhões de pessoas saudáveis ao risco de efeitos colaterais de vacinas insuficientemente testadas.

A campanha da “gripe aviária” (2005/06) combinada com a campanha da “gripe A (H1N1)” parece ter causado um grande dano não somente aos doentes vacinados mas aos orçamentos de saúde e à credibilidade de importantes agências internacionais de saúde.

Artigo de Wolfgang Wodarg*, no seu blog: http://www.wodarg.de/english/2948146.html

O Conselho da Europa e os seus países-membros devem pedir investigações imediatas e cobrar consequências a nível nacional e internacional.

A definição de uma pandemia alarmante não deve ficar sob a influência de vendedores de drogas.

Quando em Abril de 2009 algumas centenas de casos normais de gripe na Cidade do México foram anunciadas como sendo a ameaça de uma nova pandemia, havia poucas provas científicas para fazê-lo. Ainda assim um processo grande, imediato e mundial de definição de agenda começou e foi espalhado pela mídia alarmista e formalmente legitimado pela Organização Mundial de Saúde, a agência que tem a tarefa de monitor epidemiológico.

Além disso, programas de vacinação contra a gripe já estavam estabelecidos como rotina anual na maioria dos países expostos. Eles regularmente levam em conta todas as variedades de vírus da gripe e juntam fragmentos de antígeno numa vacina polivalente.

ImageMas, depois dos casos do México, a OMS, em cooperação com alguns grandes laboratórios farmacêuticos e seus cientistas, redefiniu o que é pandemia para tornar mais fácil adoptar o alerta. Esse novo padrão forçou políticos na maioria dos países a reagir imediatamente e assinar compromissos de compra para vacinas adicionais contra a “gripe A” e a gastar biliões de dólares para se adequar ao cenário alarmante que a indústria, os mídia e a OMS estavam a espalhar.

Desde o início, em Abril de 2009, estava claro que um novo vírus combinado de gripe estava a caminho — como muitas variações do vírus da gripe surgem todos os anos. Dos primeiros casos do México também estava evidente que esse novo subtipo estava causando menor dano aos humanos infectados do que os vírus de anos anteriores. Ainda assim a campanha da “gripe suína” estava ameaçando as pessoas cada vez mais, enchendo programas de TV, jornais, debates sobre saúde, ambulâncias e hospitais.

Nunca antes a busca por traços de um vírus foi feita de forma tão ampla e intensa. Além disso, muitos casos de morte coincidiram com exames de laboratório positivos para H1N1, o que foi usado para atribuir as mortes da “gripe A (H1N1)” a esse vírus e para aumentar o pânico.

Adicionalmente, está provado que pelo menos um terço da população de mais de 60 anos já tinha teste positivo para o vírus por ter tido contacto com ele na segunda metade do século XX.

A temporada de gripe da Austrália, que já acabou com o fim do inverno local, oferece provas de que a infecção pela “gripe A” traz alguma protecção contra outros tipos mais perigosos de vírus. Ainda assim, observamos que a falsa pandemia de “gripe A” ainda é usada para fazer o marketing de vacinas.

As vítimas entre os milhões de pessoas desnecessariamente vacinadas precisam ser protegidas pelos países — e esclarecimento científico independente e transparência deveriam ser providenciados pelos tribunais nacionais e, se necessário, europeus.

* Wolfgang Wodarg é integrante alemão do Parlamento europeu.

Por Wolfgang Wodarg*, no seu blog: http://www.wodarg.de/english/2948146.html
Tradução por translate google

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. porque o telejornao nao motra essa ficçao lucrativa dos produtores dessas drogas

    car

    07/04/2010 at 19:38


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: