Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Archive for the ‘Ministério da Saúde’ Category

O preço dos genéricos vai passar a ser 50% mais barato que medicamentos de marca

leave a comment »

Saúde | Medicamentos genéricos

O preço dos medicamentos genéricos vai reduzir para 50% em relação ao medicamento de marca

O ministro da Saúde prepara-se para anunciar uma forte baixa do preço dos genéricos: vão passar a ser 50% mais baratos do que os medicamentos originais (de marca).

Trata-se de um ajuste de última hora entre a troika e o Governo, apurou o SOL junto de fonte governamental. No memorando de entendimento, estava previsto que os genéricos – que actualmente têm um preço inferior ao original em 35% – passassem a ser 40% mais baratos. «Houve uma revisão da medida porque havia margem para isso e agora têm de ser a metade do preço do original», explica fonte do sector.

Numa primeira fase, a medida será aplicada aos genéricos que entretanto entrem no mercado. Mas no próximo ano, quando se processar a revisão anual de preços, outros genéricos serão abrangidos por esta redução.

Ler mais… Sociedade – Sol

Written by CarlAn

30/08/2011 at 12:31

Governo volta atrás e já não baixa preço dos medicamentos

leave a comment »

Saúde | medicamentos

Negociações com a indústria farmacêutica

Há duas semanas o Ministério da Saúde anunciou que a 1 de Abril os medicamentos baixariam de preço mas, após negociações com a indústria farmacêutica, a Tutela decidiu recuar na decisão.

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) alertou
para a situação difícil que o sector atravessa e pediu a suspensão da
revisão de preços, comprometendo-se em troca a não deixar a despesa do
Estado com medicamentos a subir acima dos 1440 milhões de euros – o que
representa menos 80 milhões do que estava inscrito no Orçamento do
Estado para 2011, escreve o Jornal de Notícias na sua edição de hoje.

via Governo volta atrás e já não baixa preço dos medicamentos – PUBLICO.PT

Written by CarlAn

17/03/2011 at 13:40

Utentes do SNS para manterem médico de família têm de actualizar dados a cada cinco anos

leave a comment »

Resoluções sobre fim de pagamentos nas ambulâncias foram aprovadas

leave a comment »

Saúde | Pagamentos de ambulâncias

Oposição deixa PS isolado

Resoluções sobre fim de pagamentos nas ambulâncias foram aprovadas

O despacho tinha imposto cortes no transporte de doentes não urgentes em ambulâncias

Cinco projectos de resolução que recomendam a revogação do despacho que impôs cortes no transporte de doentes não urgentes, foram hoje aprovadas na Assembleia da República.

A bancada socialista ficou isolada no voto contra aos cinco projectos, mas seis deputados anunciaram declarações de voto.
Leia o resto deste artigo »

Written by CarlAn

18/02/2011 at 15:19

Ministra da Saúde e PGR falaram sobre fraude com medicamentos

with 2 comments

Saúde | Fraude com medicamentos

Ministra da Saúde e PGR falaram sobre fraude com medicamentos

Governante não deu pormenores sobre o teor da reunião, mas as fraudes no sector dos medicamentos terão estado em cima da mesa.

Ministra da Saúde pediu ao PGR investigação profunda à fraude nas farmácias que envolve toda a cadeia do medicamento. É uma rede mais ou menos organizada que aproveita as receitas médicas para fingir a venda de medicamentos e ficar com o dinheiro que o Estado comparticipa.

A ministra da Saúde está preocupada, e já pediu à Procuradoria uma investigação ao caso, aparentemente gigantesco. A fraude envolve a indústria, os distribuidores, as farmácias, os médicos e até doentes.
Como nos conta o jornalista Jorge Correia (rtp-antena1).
Vodpod videos no longer available.

Ana Jorge explica que falou com Pinto Monteiro sobre todos os processos que nesta altura preocupam o seu Ministério.

Depois de o seu secretário de Estado ter afirmado que os casos recentes são apenas o início, Ana Jorge recusa agora dar mais pormenores dizendo que é preciso respeitar o segredo de justiça.

No mês passado, a Judiciária deteve oito pessoas ligadas a farmácias e distribuidores de medicamentos na zona de Lisboa. São suspeitas de burla ao Estado no valor de muitos milhões de euros.

Written by CarlAn

15/02/2011 at 23:06

Estado deixa de comparticipar 16 medicamentos | ALERT® ONLINE

leave a comment »

Medicamentos

Image via Wikipedia

Estado deixa de comparticipar 16 medicamentos

Medida entra em vigor no primeiro trimestre de 2011

“São 16 as apresentações de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica [MNSRM] que são comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde (num universo de 1900 MNSRM – apresentações) ” que vão perder a comparticipação no primeiro trimestre deste ano, adianta a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (INFARMED), citada pela Lusa.

Leia o resto deste artigo »

Farmacêuticos recusam multar doentes com patologias crónicas

leave a comment »

Saúde
Farmacêuticos recusam multar doentes com patologias crónicas

O Ministério da Saúde está a trabalhar num diploma para multar os doentes que desperdicem ou façam mau uso dos medicamentos distribuídos gratuitamente nas farmácias dos hospitais.

O Ministério da Saúde quer cobrar taxas aos doentes que façam mau uso dos medicamentos gratuitos. “Não contem connosco”, avisa o bastonário da Ordem dos farmacêuticos

medicamentoA Ordem dos Farmacêuticos não vai colaborar com o Ministério da Saúde para cobrar taxas aos doentes que façam mau uso dos medicamentos disponibilizados gratuitamente pelos hospitais. Em entrevista ao i, o Bastonário dos Farmacêuticos admite que existe um problema na dispensa de medicação aos doentes de ambulatório, mas não concorda com a solução encontrada: “A medida visa a redução da despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e está bem diagnosticada. É preciso encontrar uma solução, mas não é esta”, adianta Maurício Barbosa.

A medida vai afectar sobretudo os utentes que tomam medicamentos mais caros – como os portadores de sida, cancro, esclerose múltipla, transplantados renais, doentes de reumatologia ou com doença de Crohn. “Falamos de medicação altamente dispendiosa, mas não estou a ver que seja cobrado um valor em caso de má utilização. Isto implica que os farmacêuticos passem multas. Não contem connosco”, garante o bastonário, que acredita que o Estado devia “potenciar e tirar vantagens da relação de confiança existente entre técnicos e pacientes”.

Mais via… ionline

%d bloggers like this: