Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Posts Tagged ‘influenza

SARS, Síndrome Respiratória Aguda Grave

leave a comment »

Gripe A (H1N1): Francisco George afirma que “vírus vai regressar”

leave a comment »


Gripe A: “O vírus vai regressar”, declarações de Francisco George, director-geral da Saúde
Gripe A – Portugal

A pandemia da gripe A ainda não acabou e no Outono surgirá uma segunda vaga, afirma o director-geral da Saúde, Francisco George, em entrevista à revista ‘Focus’ nesta quarta-feira.

“Sabemos que a actividade do vírus vai continuar, vai prosseguir e que será preponderante na próxima época e por isso faz todo o sentido as pessoas continuarem a vacinar-se”, sustenta Francisco George.

O director-geral da Saúde afirma ainda que “o vírus não vai desaparecer. Temos a certeza que vai regressar e vai ser responsável por nova actividade epidémica”, acrescentando que “não se sabe que intensidade (o vírus) terá”.

Em relação as vítimas mortais, Francisco George diz que em Portugal, “foram registados 122 óbitos com uma idade muito inferior à gripe sazonal”.
Correio da Manhã


No Outono o vírus volta, era de se esperar, foi a estirpe predominante em 2009 e voltará com certeza, isso é certo, e de uma outra coisa poderemos também afiançar, as entidades oficiais continuarão a relembra-nos desse facto por vários motivos.

Primeiro porque temos por cá mais de 3 milhões de vacinas nos frigoríficos em vias de passar de prazo, parece que a GSK não está pelos ajustes de receber ou renegociar mais excedentes de vacinas, relembro que Portugal já devolveu 2 milhões, inicialmente comprou 6 milhões, apenas cerca de 700 mil pessoas foi imunizada contra o H1N1, sobrando assim mais de 3 milhões de vacinas.

.

Depois há que manter a coisa em banho-de-maria, não deixar cair em esquecimento, ir lembrando, ir sempre criando e alimentando o receio e o medo, de facto é disso que se trata, “receio, alarmismo e medo”, enjeitando sempre que, desde a OMS até ao diversos governos nacionais, foram “precipitados” na avaliação do risco, foram “irresponsáveis” no esbanjamento dos dinheiros públicos e foram “alarmistas” e “inaptos” na comunicação com o publico, por isso, há que não baixar a guarda não reconhecer o erro nem o facto, e ir mantendo a coisa em banho-de-maria, entretanto culpando os Blogs e as redes social pela sua própria incapacidade …


De facto tivemos um dos anos com menor taxa de mortalidade por gripe, todos os anos morre por complicações associadas a influenza (gripe sazonal) cerca de 250.000/500.000 pessoas em todo o mundo, Portugal seguiu a mesma tendência, tivemos também uma das menores taxas de mortalidade desde há muitos anos.

.

.


A única “taxa” que aumentou devido a Gripe A/H1N1 foi a capitalização bolsista dos cinco maiores laboratórios farmacêuticos produtores das vacinas, esses sim, em plena crise mundial, conseguiram o feito de ficarem “imunizados” (lucrando mais de 5 mil milhões) contra as percas na bolsa.

.

.

.

.

Relacionados:
Gripe A (H1N1) mata menos que gripe sazonal, diz o Instituto Ricardo Jorge

… com a gripe sazonal. Durante cinco semanas a mortalidade foi muito superior ao esperado pelo Sistema de Vigilância Diária da Mortalidade. A  coordenadora da Unidade de Referência e Vigilância Epidemiológica …
Sexta, 05 Fevereiro 2010

APCE: OMS e farmacêuticas acusadas de alarmismo em relação a pandemia de gripe A (H1N1)

… que por causa da gripe sazonal, como os países que não fizeram campanhas de vacinação não tiveram mortalidade maior. Assim, pediu à OMS que retire o nível de alerta pandémico 6, em vigor para a gripe
Segunda, 29 Março 2010
Gripe A (H1N1): Pandemia é menos mortal do que se pensava, revela estudo

… que a taxa de mortalidade causada pela doença ronda os 0,026 por cento, com base na análise de dados oficiais de Novembro. Os cientistas britânicos recuam e afirmam que a pandemia do H1n1 é cem vezes …
Sexta, 11 Dezembro 2009

Gripe A (H1N1) e taxas de mortalidade – infografia
(Gripe A/H1N1/Infografía)

Gripe A (H1N1) e taxas de mortalidade no mundo Doenças várias e percentagens na mortalidade.
Será a pandemia da gripe um exagero? infografia …
Terça, 27 Outubro 2009

Gripe A H1N1: Conselho da Europa vai investigar se farmacêuticas contribuíram para fomentar o pânico

… de 43 e 51 anos, ambas com factores de risco. Mesmo assim, comparando com outros anos, a mortalidade continua abaixo do esperado para época de gripe. No entanto, o Centro Europeu para Prevenção e Controlo …
Sábado, 09 Janeiro 2010

, , , , , ,

Powered by ScribeFire.

Written by CarlAn

22/04/2010 at 22:42

Medical reviews conclude influenza immunizations ineffective

leave a comment »

Written by CarlAn

04/04/2010 at 15:07

H1N1: Swine flu virus not so new, study finds

leave a comment »

Swine flu virus not so new, study finds

The H1N1 swine flu virus may have been new to humanity in many ways but in one key feature its closest relative was the 1918 pandemic virus, researchers reported on Wednesday.

ImageTheir findings could point to better ways to design vaccines and help explain why the swine flu pandemic largely spared the elderly.

“This study defines an unexpected similarity between two pandemic-causing strains of influenza,” Dr. Anthony Fauci, director of the National Institute of Allergy and Infectious Diseases, said in a statement.

Two studies show an important structure called hemagglutinin is very similar in both the swine flu H1N1 and its distant cousin, the H1N1 virus that caused the 1918 pandemic. Hemagglutinin is used by viruses to infect cells and gives influenza viruses the “H” in their designations.

For one study, published in Science Translational Medicine, Chih-Jen Wei, Gary Nabel and colleagues at NIAID injected mice with a vaccine made using the 1918 influenza virus — which killed an estimated 40 million to 100 million people.

When they infected the mice with H1N1 swine flu, the vaccinated mice survived, while many unprotected mice died.

[…]

More…http://crohn.netne.net/index.php/dossier-gripe-a/44-dossier-gripe-a/752-h1n1-swine-flu-virus-not-so-new-study-finds

Powered by ScribeFire.

Written by CarlAn

25/03/2010 at 15:54

Gripe A/H1N1: Jovem de 22 anos morreu no centro do país e sem factor risco associado informa DGS

leave a comment »

Dados divulgados da Direcção-geral da Saúde, revelam mais uma vítima mortal do vírus H1N1. Trata-se de um jovem de 22 anos,Image que faleceu no domingo a 29 de Novembro, na zona centro do país, e não tendo qualquer factor de risco associado a registar.

Gripe A/H1N1: Jovem de 22 anos morreu no centro do país e sem factor risco associado

São já 23 as pessoas com gripe A que morreram em Portugal, segundo os últimos dados divulgados pela Direcção-Geral da Saúde emitido hoje (2 Dez.), [ver caixa]. Do total de óbitos pelo H1N1, dezassete (17) ocorreram no mês de Novembro.

Dos 23 casos mortais registados, um não teve o vírus H1N1 como causa directa do óbito e cinco não tinham factores de risco associados. De registar que nos dados divulgados hoje (2 Dez.) pela DGS que contam 23 óbitos confirmados, não está incluído o jovem de 14 anos que faleceu em casa na segunda-feira, após ter sido observado no hospital Dona Estefânia em Lisboa, também, ainda não foi reportado pelas autoridades nacionais este caso ao ECDC e a OMS.

Leia o resto deste artigo »

Gripe H1N1: Uma única dose vacina produz resposta imune em mulheres gravidas

with 8 comments

(AFP)03-11-09–Uma única dose de vacina contra a gripe H1N1 produz resposta imune forte em   Crohn's News no Twittermulheres grávidas, um dos grupos de maior risco de (influenza A) H1N1, estes são os primeiros resultados dos ensaios clínicos.

Uma única dose vacina produz resposta imune em mulheres gravidas

“As respostas da imunização observada nestas mulheres grávidas saudáveis são comparáveis aos resultados observados em adultos saudáveis no ponto de tempo, após uma única vacina, e a vacina foi também bem tolerada”, disse Anthony Fauci, director do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas e Allegies , afirmou num comunicado.

Não foram relatados problemas de segurança durante os ensaios, que começaram a 9 de Setembro com 120 mulheres, todas no segundo ou terceiro trimestre da gravidez.

Vinte e um dias depois de receberam a vacina da gripe H1N1, 92 por cento das mulheres grávidas que receberam dose única de 15 microgramas e, 96 por cento de mulheres grávidas que receberam 30 microgramas tiveram uma resposta imune robusta, estes foram os resultados dos primeiros ensaios clínicos com a vacina.

Desde o aparecimento da nova estirpe de gripe H1N1 que surgiu em Abril, pelo menos 100 mulheres grávidas foram hospitalizados em unidades de cuidados intensivos nos EUA e pelo menos 28 gestantes morreram de gripe pandemia.

As grávidas têm de receber a vacina na forma injectável, (a única forma de vacina em Portugal) que é feita com fragmentos de vírus mortos (vírus H1N1), vacina que desta forma não causa infecção.

A vacina usada neste estudo (estudo realizado nos EUA) não contêm conservante “timerosal” nem uma substância usada para intensificar a resposta na imunização conhecida como “adjuvante”.

via Gripe H1N1: Uma única dose vacina produz resposta imune em mulheres gravidasshare-button

Written by CarlAn

04/11/2009 at 12:46

PANDEMRIX: FOLHETO INFORMATIVO – INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

with one comment

Written by CarlAn

27/10/2009 at 16:51

Gripe A: Início da vacinação em França, médicos estão cépticos

leave a comment »

A campanha de vacinação contra a gripe A começa hoje em França para os profissionais de saúde numa atmosfera de desconfiança

Gripe A: Início da vacinação em França, médicos estão cépticos

img A vacinação da restante população arrancará a partir de Novembro num milhar de centros espalhados em todo o território.A partir de Novembro, serão prioritárias as mulheres grávidas, os lactentes com menos de seis meses, os profissionais que acolhem a primeira infância, as crianças e as pessoas com factores de risco.

Segundo um estudo publicado na semana passada pelo diário Le Figaro, 60 por cento dos franceses não tenciona vacinar-se contra a gripe A (H1N1).

Domingo, a morte de um bebé de 11 meses em Paris elevou para 33 o número de vítimas mortais causadas pelo vírus em França  img

Influenza A H1N1

Apenas 25% dos franceses pensam que as empresas (farmacêuticas) dizem tudo o que sabem sobre os seus medicamentos

.

.
O pessoal dos hospitais serão vacinados nos seus locais de trabalho, aqueles que trabalham em terapia intensiva neonatal, pediatria e obstetrícia estão na frente. “Tenho certeza de que eles estarão no encontro”, disse Roselyne Bachelot, em conferência de imprensa. “Não tenho porém, a certeza, que a maioria dos cuidadores de saúde, irão responder à chamada”.

Os resultados do inquérito realizado em conjunto pela société française d’anesthésie réanimation et l’espace éthique de l’Assistance Publique – Hôpitaux de Paris, têm um título sugestivo:

Foi perguntado, “Neste outono-inverno 2009, você quer ser vacinado contra o vírus A/H1N1v?”

36% dos paramédicos disse “Não é certa a opção que vou tomar”,

Enquanto 14% afirmaram “Não me vou esquecer de vacinar”.

Em 16 de Setembro, dos 4107 IDE questionados pela Syndicat National de la Profession Infirmière (SNPI), 65% recusaram a vacinação contra o H1N1.

mais em… Gripe A: Início da vacinação em França, médicos estão cépticos

•Pandemrix: Resumo de informações
•EMEA lança site sobre H1N1

Written by CarlAn

20/10/2009 at 22:02

Roche triplica vendas com o Tamiflu

with one comment

Roche prevê vendas de Tamiflu no valor de 2,7 biliões de francos para este ano

Vendas de Tamiflu aceleram crescimento da Roche

Roche prevê vendas de Tamiplu no valor de 2,7 biliões de francos para este ano

Graças ao aumento das vendas do anti-viral Tamiflu, usado no combate à gripe A H1N1, a facturação na área de fármacos da Roche cresce o dobro da velocidade do mercado mundial.

O grupo farmacêutico suíço registou uma facturação total de 36,4 biliões de francos nos primeiros nove meses deste ano – um aumento de 9% em relação ao mesmo período de 2008.

Por causa do medo de uma pandemia de gripe AH1N1, as vendas de Tamiflu quase que multiplicaram por dez no terceiro trimestre, somando 994 milhões de francos suíços.

De Janeiro a Setembro de 2009, a empresa facturou 2 biliões de francos só com esse medicamento, o que corresponde a um aumento de 362% em relação ao mesmo período do ano passado.

Ler mais… Roche triplica vendas com Tamiflushare-button

Written by CarlAn

18/10/2009 at 00:50

Sabão azul combate a gripe A

leave a comment »

O tradicional sabão azul e branco é tão eficaz na lavagem das mãos como o gel desinfectante

Sabão azul combate a gripe A

o gel é uma solução para quando não há condições para lavar as mãos

o gel é uma solução para quando não há condições para lavar as mãos

Confrontada com a falta de gel desinfectante em algumas escolas, a ministra da Saúde lembrou que o tradicional sabão é eficaz para lavar as mãos e prevenir o contágio do vírus da gripe A.

Afinal, bastam 60 cêntimos para prevenir o contágio com o vírus da gripe A (H1N1).

O tradicional sabão azul e branco é tão eficaz na lavagem das mãos como o gel desinfectante, disse ontem a própria ministra da Saúde, quando confrontada com a falta de gel desinfectante em algumas escolas.

Ana Jorge realçou que “o mais importante é lavar as mãos e isso pode ser feito com água e sabão azul e branco”.

ler mais… Sabão azul combate a gripe Ashare-button

Written by CarlAn

11/09/2009 at 15:56

Publicado em H1N1, Influenza (H1N1)

Tagged with , ,

%d bloggers like this: