Crohn's News Blog

Weblog – Informação sobre DII

Posts Tagged ‘vacina

Gripe A(H1N1): Alemanha e Espanha procuram reduzir as encomendas já feitas aos laboratórios farmacêuticos

leave a comment »

Alemanha e Espanha querem reduzir as entregas da vacina contra a gripe A devolvendo parte das vacinas jáImage compradas aos fabricantes, devido à fraca adesão das pessoas para as campanhas de vacinação, este movimento poderá atingir os lucros das farmacêuticas.

Gripe A(H1N1): Alemanha e Espanha procuram reduzir as encomendas já feitas aos laboratórios farmacêuticos

O ministério de saúde da Alemanha informou na quinta-feira que alguns estados alemães estavam em conversações com a GlaxoSmithKline sobre a redução do fornecimento da vacina contra H1N1, mas as negociações ainda não tinha produzido resultados.

O governo federal alemão também vai iniciar as negociações em Janeiro com outros países que possam estar interessados na compra de alguns dos seus excedentes, acrescentou.

A Alemanha já tinha informado este mês que pretendia vender mais de 2 milhões de doses da vacina para o H1N1, por causa da fraca procura no país.

Trinidad Jiménez, ministro da Saúde de Espanha, informou também que seu país estava “a conversar com as empresas farmacêuticas”, sobre a devolução da vacina, de acordo com um relatório da News Service APM.

Ler mais…http://crohn.netne.net/index.php/dossier-gripe-a/44-dossier-gripe-a/645-gripe-ah1n1-alemanha-e-espanha-procuram-reduzir-as-encomendas-ja-feitas-aos-laboratorios-farmaceuticos

Written by CarlAn

20/12/2009 at 00:56

OMS pré-classifica uma vacina da GSK contra a gripe A(H1N1) a Arepanrix

with one comment

Está à venda uma vacina contra a Gripe A para os países pobres, anunciou a multinacional britânica GlaxoSmithKline.

ImageOMS pré-classifica uma vacina da GSK contra a gripe A(H1N1) a Arepanrix

LONDRES,(AFP)–A companhia farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) anunciou na terça-feira que a Organização Mundial da Saúde (OMS) concedeu uma “pré-classificação” para uma de suas vacinas contra a gripe A(H1N1), o que deverá facilitar a sua difusão nos países pobres e em desenvolvimento.

Trata-se da vacina já produzida no Canadá pela GSK, da qual à poucos dias (26 Nov.) a OMS mandou  suspender um lote de 172 mil vacinas por alegadamente estarem a provocar alergias graves.
Leia o resto deste artigo »

Espanha iniciou campanha de vacinação com três vacinas diferentes, Focetria, Pandemrix e Panenza

leave a comment »

Sexta, 27 Novembro 2009 13:23 CarlAn Dossier Gripe A/H1N1 Dossier Gripe A
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

ImageEspanha iniciou campanha de vacinação com três vacinas diferentes, Focetria, Pandemrix e Panenza

TRÊS VACINAS DIFERENTES

Para a campanha de vaconação em Espanha, o governo comprou mais de 37 milhões de vacinas a partir de três empresas farmacêuticas (22 milhões de doses de ‘Focetria’ da Novartis; 14,7 milhões ‘Pandemrix’, a GlaxoSmithKline (GSK), e 400.000 de ‘Panenza’, a Sanofi Pasteur), com estas vacinas Espanha conta vacinar até 60 por cento da população, mas para proteger os grupos de risco, precisa apenas de 10 milhões de doses.
Leia o resto deste artigo »

Gripe A/H1N1: Pandemrix cria conflito na Suíça, Swissmedic não autoriza vacina para grávidas

leave a comment »

Segunda, 24 Novembro 2009 03:26 CarlAn Dossier Gripe A/H1N1 Dossier Gripe A
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A vacina Pandermix contra a gripe H1N1 do laboratório britânico GlaxoSmithKline (GSK) é a causa de conflitos entre as duas autoridades suíças na área da saúde, entretanto esta semana ocorreu  na Suíça a primeira morte causada pela gripe pandémica.

imageSwissmedic

A vacina Pandemrix cria conflito na Suíça, a Swissmedic não autoriza a vacina da GSK para as grávidas

A vacina contra o vírus H1N1v continua a provocar enormes polémicas. Desta vez é na Suíça com as autoridades de saúde a terem opiniões divergentes em relação à vacina da GSK a Pandemrix que, recorde-se, é utilizada em Portugal. Para já a autoridade do medicamento suíço (Swissmedic) proibiu a vacina em grávidas e menores. (c/vídeo)

O conflito entre o “Serviço Federal de Saúde Pública” e o “Swissmedic” ocorre bem no meio do plano de vacinação lançado em meados de Novembro na Suíça. De referir que a Swissmedic na Suíça é a autoridade para o medicamento, digamos que como o Infarmed em Portugal.

“A Swissmedic continua a não autorizar o uso da Pandermix em crianças menores de 18 anos”, afirmou o vice-director da AFP Hans-Beat Jenny  no domingo sobre a autoridade reguladora de medicamentos, na Suíça, «A Swissmedic continua a proibir a vacina para mulheres grávidas».

Ler mais em…A vacina Pandemrix cria conflito na Suíça, a Swissmedic não autoriza a vacina da GSK para as grávidas, «saiba porque a Swissmedic não quer que as grávidas recebam a Pandemrix».


H1N1: EMEA afirma que uma dose da vacina é suficiente para imunização

leave a comment »

Sexta, 21 Novembro 2009 01:27 CarlAn Dossier Gripe A/H1N1 Dossier Gripe A
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

ImageAgência europeia do medicamento (EMEA) altera recomendação de procedimento para vacina usada em Portugal.

H1N1: EMEA afirma que uma dose da vacina é suficiente para imunização

A agência europeia do medicamento (EMEA) considera que será suficiente a administração de uma dose de vacina, esta recomendação da EMEA é para duas das três vacinas contra a gripe A aprovadas e existentes na Europa, são elas a “Pandemrix” usada em Portugal, e a “Focetria” também em uso nalguns países europeus.

Anteriormente, a recomendação da EMEA era de duas doses de vacina num intervalo de 21 dias para um completo efeito de imunização.
Leia o resto deste artigo »

Gripe A: Espanha começa campanha vacinação mas oferecerá às grávidas vacina sem adjuvantes

with one comment

Quarta, 18 Novembro 2009 15:35 CarlAn Dossier Gripe A/H1N1 Dossier Gripe A
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Espanha iniciou hoje o processo de vacinação contra a gripe A (vírus H1N1), com as primeiras vacinas a irem para grupos prioritários.

image

As autoridades espanholas vão começar dentro de poucas dias a disponibilizar para mulheres grávidas uma vacina sem adjuvantes contra a gripe A (H1N1), que foi autorizada este fim-de-semana.

Gripe A: Espanha começa campanha vacinação mas oferecerá às grávidas vacina sem adjuvantes

Fonte do Ministério da Saúde espanhol explicou que se trata da vacina “Panenza”, do laboratório Sanofi-Aventis, que Espanha já tem em stock e que foi autorizada no fim-de-semana pela Agência Espanhola do Medicamento.

“Demoraremos agora alguns dias para as distribuir pelos centros para que possam ser ministradas a mulheres grávidas. Ainda assim, as que não quiserem esperar podem ser já vacinadas com a vacina que está a ser dada aos restantes grupos prioritários e que tem adjuvantes”, informou o Ministério da Saúde espanhol.

Espanha oferecerá às grávidas vacina sem adjuvante, que foi autorizada este fim-de-semana pela Agência Espanhola do Medicamento.
Leia o resto deste artigo »

Pandemrix: Resumo de informações

leave a comment »

Pandemrix

Resumo de informações

O que é Pandemrix?

Pandemrix é uma vacina que é administrada por injecção. Contém partes da influenza (H1N1) com vírus que foram inactivados (mortos). Pandemrix contém uma estirpe da gripe denominada A/California/7/2009 (H1N1)v (X-179A).

imgPandemrix é a vacina que o estado português comprou à GlaxoSmithKline para imunizar cerca de 30% da população. Este resumo informativo oficial foi retirado do sitio da EMEA-European Medicines Agency na internetimg

Para que é utilizado a Pandemrix ?

Pandemrix é uma vacina para o proteger contra pandemia de gripe. Esta vacina só deve ser utilizada para a pandemia de gripe, Influenza A (H1N1) que foi oficialmente declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 11 de Junho de 2009.

Uma pandemia de gripe acontece quando uma nova estirpe do vírus que se transmite facilmente de pessoa para pessoa, porque as pessoas não têm imunidade (protecção) contra ela. Uma pandemia pode afectar a maioria dos países e regiões ao redor do mundo. Pandemrix é administrada de acordo com as recomendações oficiais.

A vacina só pode ser obtida mediante receita médica.


Leia o resto deste artigo »

Written by CarlAn

10/11/2009 at 12:32

Noruega: Peripécias na vacinação contra Gripe A H1N1

leave a comment »

A Noruega comprou vacinas para toda a população, mas desenganem-se os que pensam que no país mais Crohn's News no Twitterrico do mundo tudo corre às mil maravilhas.

Noruega: Peripécias na vacinação contra Gripe A H1N1

A TSF relata hoje algumas das peripécias “engendradas” pelos Noruegueses para passarem à frente na fila da vacina, poder-se-ia chamar da “febre da vacina”.

A imprensa conta que numa autarquia no centro do país a azáfama com a chegada das vacinas foi tão grande que os médicos se esqueceram de ler as instruções, pelo que os primeiros foram vacinados apenas com um dos dois frascos da embalagem.

Numa outra vila norueguesa para aproveitar os atrasos da enorme fila de espera a autarquia multou todos os carros estacionados que estavam por detrás do posto de vacinação.

De outras cidades chegam histórias de pseudo-grávidas a quererem furar as filas de espera ou de uma equipa de hóquei que foi vacinada antes dos grupos de risco.

A 25 quilómetros da capital aconteceu umas das situações mais caricatas, os 19 membros da administração do hospital auto-vacinaram-se uns aos outros com vacinas que desviaram do primeiro lote destinado a grupos de risco.

via Noruega: Peripécias na vacinação contra Gripe A H1N1share-button

Written by CarlAn

31/10/2009 at 21:11

PANDEMRIX: FOLHETO INFORMATIVO – INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

with one comment

Written by CarlAn

27/10/2009 at 16:51

Campanha de vacinação contra a gripe A (H1N1) em Portugal

with one comment

Arrancou hoje (segunda-feira, 26-10-2009) a vacinação em massa de cerca de trinta por cento da população portuguesa contra a gripe A H1N1, esta vacinação irá realizar-se os longo de varias semanas, já que a vacina vai chegar a Portugal em remessas quinzenais de cerca de 50 mil doses. (com vídeo)

Francisco George, director-geral da saúde reconheceu que a recusa de alguns médicos e enfermeiros em serem vacinados contra a gripe A potencia o sentido de desconfiança dos portugueses em relação à campanha de vacinação que começou hoje em Portugal

.Crohn's News no Twitter

É a maior campanha de vacinação já alguma vez realizada no nosso país, e até Abril a Direcção-Geral da Saúde (DGS) prevê vacinar três milhões de pessoas.

A Pandemrix -vacina escolhida pelas autoridades Portuguesas- e que se pretende que imunize parte da população evitando dessa forma o contágio pelo vírus H1N1, colhe contudo resistência por parte da população, e de vários grupos de profissionais de saúde, entre diversos motivos argumentados, salienta-se as possíveis reacções alérgicas, o facto da vacina ter sido desenvolvida num curto espaço de tempo, o que leva muitas pessoas a questionar sobre a sua segurança, sobre os testes realizados há mesma, sobre a sua real eficácia, e sobretudo muita gente questiona-se sobre os diversos constituintes que fazem parte da formula da vacina fabricada e fornecida pela GSK.

.

.

mais em… Campanha de vacinação contra a gripe A (H1N1) em Portugalshare-button

Written by CarlAn

27/10/2009 at 00:08

Deputados recusam vacina contra a gripe A

leave a comment »

Deputados criticam grupos de risco e recusam vacina para a gripe A H1N1Crohn's News no Twitter

Parlamentares defendem que não faz sentido serem vacinados antes das grávidas e doentes

O ex-secretário de Estado da Saúde, Adão Silva, do PSD, não quer a vacina porque tem dúvidas a sobre sua ''eficácia''

.
O ex-secretário de Estado da Saúde, Adão Silva, do PSD, não quer a vacina porque tem dúvidas a sobre sua ”eficácia”

A inclusão dos parlamentares no primeiro grupo de prioritários, ainda antes de doentes crónicos, por exemplo, não é consensual na Assembleia.

Há deputados que vão recusar a vacina contra a gripe A (H1N1) por defenderem que não faz sentido proteger os parlamentares antes dos grupos em risco, como grávidas ou doentes.

.

mais em… Deputados recusam vacina contra a gripe A

share-button

Written by CarlAn

26/10/2009 at 23:58

DGS: Morte na Suécia poderá não estar associada à vacina

leave a comment »

A subdirectora-geral da Saúde afirmou hoje que na Suécia a vacinação contra a gripe A abrange pessoasCrohn's News no Twitter “muito doentes”, pelo que a morte de um doente após ser vacinado pode não estar associada ao medicamento.

Morte na Suécia poderá não estar associada à vacina, diz subdirectora-geral da Saúde

A vacina Pandermix vai começar a ser administrada em Portugal na segunda-feira

A vacina Pandermix vai começar a ser administrada em Portugal na segunda-feira

Portugal encomendou seis milhões de doses de vacinas para administrar a três milhões de pessoas, que receberão duas doses cada

Em declarações à Lusa, Graça Freitas disse que ainda não teve acesso aos dados da fármaco-vigilância, mas que “tudo indica que seja uma associação temporal entre a administração da vacina e a morte”, tendo em conta que se tratava de uma “pessoa muito doente”.

A agência sueca do medicamento (homologa ao Infarmed) está a investigar a morte de um homem doze horas depois de ser vacinado contra o vírus da gripe A (H1N1), apesar de até agora não ter sido estabelecida uma relação causa-efeito.

mais em… DGS: Morte na Suécia poderá não estar associada à vacinashare-button

Written by CarlAn

24/10/2009 at 15:36

%d bloggers like this: